Saltar al contenido
VENTOS

Prêmio! Mais de 14.000 euros em multas para estes motociclistas auto-incriminados quando publicam suas infrações no Youtube

03/14/2020

Levar uma câmera instalada no capacete ou em qualquer outro lugar da sua moto pode ser uma boa idéia para lembrar um caminho entre amigos em estradas sinuosas que dão lugar a belas paisagens. Depois há aqueles que gravam vídeos pulando todos os regulamentos da Lei Geral de Trânsito e, como se isso não fosse suficiente, carregá-los para o Youtube orgulhosos de suas façanhas.

Isto é o que estava acontecendo com um grupo de motoqueiros residentes em Logroño, dez dos quais foram identificados e para os quais a Guardia Civil obteve amplas provas para que pudessem ser devidamente julgados e sancionados.

Nas imagens, ultrapassam os 200 km/h e não respeitam a linha contínua

A investigação das autoridades começou em Março do ano passado, quando os agentes de trânsito da Benemérita encontraram imagens carregadas no Youtube que mostravam vários crimes contra a segurança rodoviária.

, Prêmio! Mais de 14.000 euros em multas para estes motociclistas auto-incriminados quando publicam suas infrações no Youtube, VENTOS, VENTOS

Os protagonistas eram uma dúzia de ciclistas que dirigiam montagens de grande capacidade com as quais andavam em uma famosa estrada em La Rioja, especificamente a NA-1110, que liga Torres del Río e Viana. A seção é bem conhecida na área como ‘Mataburros’, o mesmo nome dado à operação da Guarda Civil que conseguiu identificá-los.

Foi possível encontrar todos eles graças à revisão e estudo de um total de 50 vídeos que os próprios autores dos eventos carregaram para a Internet. Deve-se dizer que quando se tratava de carregar o conteúdo na Internet, eles estavam preocupados em cobrir as placas de matrícula de todas as motos, o que não os tem ajudado a evitar serem apanhados.

Depois de verificar a base de dados dos proprietários dos diferentes modelos que aparecem nos vídeos, eles conseguiram localizá-los um a um para iniciar os procedimentos sancionatórios correspondentes. São acusados de terem cometido até 39 delitos e dois contra-ordenações.

No vídeo carregado na conta do Twitter da Direcção-Geral de Trânsito, podem ser vistos a conduzir a alta velocidade, alegadamente a 157 km/ em estradas limitadas a 40 km/h e a mais de 200 km/h em estradas limitadas a 90 km/h.

As consequências legais para estas manobras imprudentes podem ser penas de prisão e a retirada da carta de condução pelo tempo considerado pelo juiz. Além disso, entre todos os infratores seria aplicada uma multa de aproximadamente 14.000 euros e o levantamento de 132 pontos.